quinta-feira, 27 de novembro de 2008

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Judeofobia internalizada?!?!

Em http://www.tvnet.pt/ a 24.11.2008

"Oito jovens judeus israelitas foram hoje condenados a penas entre um e sete anos de prisão

Os Oito jovens judeus israelitas foram condenados a penas de prisão por pertencerem a um grupo neonazi e por atacarem brutalmente toxicodependentes, homossexuais, imigrantes e religiosos.

Os jovens entre os 16 e os 21 anos foram declarados culpados de agressão, conspiração e incitação ao racismo pelo Tribunal do Distrito de Telavive.

Os oito elementos pertenciam a uma célula neonazi chamada "patrulha 36" que operava no centro de Israel.

Habitualmente os jovens reuniam-se para consumir bebidas alcoólicas e para discutir sobre a ideologia nazi.

O processo de acusação revela que os oito adolescentes tinham previsto celebrar uma cerimónia no Museu do Holocausto para comemorarem o aniversário de Adolf Hitler, jurar-lhe fidelidade e prometer preservar a "raça branca" até à morte."

Ou será burrice internalizada? ...

terça-feira, 18 de novembro de 2008

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Life's a piece of shit...

...When you look at it
Life's a laugh and death's a joke, it's true.
You'll see it's all a show
Keep 'em laughing as you go
Just remember that the last laugh is on you.



When you're chewing on life's gristle
Don't grumble, give a whistle
And this'll help things turn out for the best...

And...always look on the bright side of life...

sábado, 8 de novembro de 2008

Hospitais alcoolizam adolescentes!

No JN de hoje...

"Sete alunos da Escola EB 2,3 de Paredes entraram, esta sexta-feira, no Hospital Padre Américo do Vale do Sousa para uma intoxicação alcoólica. O grupo havia faltado às aulas para uma bebedeira colectiva."

Entraram no hospital para uma intoxicação alcoólica... Ou seja, os meninos faltaram às aulas e foram para o hospital beber por via intravenosa... É a nova moda, a bebedeira assistida...

Clicai

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Parabéns...

...ao meu "Peter Murphy" :)

Porque além de me colar o estomâgo às costas, faz aninhos hoje! (poucos, muito poucos...)

Parabéns!

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Ao meu "Peter Murphy"



É que no instrumental até se me cola o estomâgo às costas!!!! E agora? Diz-me lá o que faça? Não oiço mais Peter Murphy... :)

Sarah Palin e... as moscas

"Num discurso sobre as propostas da candidatura do Partido Republicano para a ajuda às crianças com necessidades especiais, Sarah Palin disse que não se devia desperdiçar dinheiro em coisas como a investigação genética da mosca do vinagre. A pesquisa sobre a mosca do vinagre já permitiu identificar um marcador genético que pode resultar em avanços no entendimento dos mecanismos que levam ao autismo."

in Jornal Publico
Vídeo aqui


A senhora não gosta da mosca! E a mosca acha que, provavelmente, se estudassem o cérebro de Sarah, chegariam à conclusão que a mosca é bem mais inteligente e útil que a dita senhora...

A começar assim vai superar os Bushismos e teremos de publicar um livro de humor em sua honra, os Palinismos...

sábado, 1 de novembro de 2008

Advogados da nossa terra...

in SOL 05.11.2008

"Quase 400 advogados sancionados em 2007 por infracções deontológicas e disciplinares

Quase 400 advogados foram sancionados em 2007 pela Ordem e foram decididos cerca de 1.700 processos disciplinares, sendo que apropriação de valores, conflitos de interesse e faltas a julgamento são algumas das infracções deontológicas mais detectadas.

De acordo com a Ordem dos Advogados (OA), a pena de expulsão, a mais grave prevista no estatuto, foi aplicada em 2007 a quatro profissionais, todos pertencentes ao Conselho Distrital do Porto.

Além dos que ficaram definitivamente afastados da advocacia, outros 32 advogados foram suspensos no ano passado, ficando impedidos de exercer a profissão por períodos que variam entre os seis meses e os dez anos.

Entre as 394 sanções, foram ainda aplicadas 116 multas, 137 advertências e 105 penas de censura, as duas últimas determinadas em casos de infracções leves.

Na base destes processos estão participações que podem partir dos próprios tribunais ou de denúncias apresentadas à OA por outras autoridades ou pelos clientes dos advogados.

Só no primeiro semestre do ano, o Conselho Distrital de Lisboa da Ordem, onde estão inscritos metade dos cerca de 24.500 advogados portugueses, recebeu quase 1.300 participações.

"Não se tem registado um acréscimo de participações. Nos últimos anos, o número tem-se mantido estável", disse à agência Lusa o presidente do Conselho de Deontologia de Lisboa, Pedro Raposo. Ainda assim, o número de processos apreciados na maior distrital do país da OA aumentou 226 por cento entre o primeiro semestre de 2005 e o mesmo período deste ano, quando atingiu os 822.

"Os casos mais graves têm a ver com abuso de confiança e apropriação de valores. São situações em que o advogado recebe valores por conta do cliente, por exemplo num caso de cobrança [de uma dívida], mas depois não lhe entrega o dinheiro", explicou Pedro Raposo.

Entre as infracções deontológicas e disciplinares mais vulgarmente detectadas encontra-se ainda o abandono de mandato, em que o causídico deixa de transmitir informações sobre o caso e até de receber o cliente, por exemplo, e situações de conflitos de interesse.

As faltas a julgamentos no âmbito do apoio judiciário e as relações entre colegas estão igualmente na origem de processos disciplinares. Os estatutos da Ordem estabelecem normas apertadas para o relacionamento entre advogados, proibindo que um profissional contacte um cliente da parte contrária, por exemplo, ou que intente uma acção contra o colega sem o avisar, regras que nem sempre são seguidas e que motivam várias participações.

No total, o Conselho de Deontologia de Lisboa sancionou 141 advogados só nos primeiros seis meses deste ano, um número que corresponde a apenas 10,2 por cento do total de processos."O grosso das condenações corresponde a multas, cujo valor médio ronda os 1.500 euros", adianta o presidente daquele órgão.

A lentidão da Justiça exaspera muitos portugueses, mas quando os próprios advogados são responsabilizados por infracções o sistema também não é muito célere: em média, um processo disciplinar demora entre dois anos e dois anos e meio.

Por isso, no final de 2007 estavam ainda pendentes em todos os conselhos distritais da Ordem dos Advogados 4.519 processos, mais do dobro dos que foram apreciados e decididos.

Só nos últimos dois anos, o Provedor de Justiça, Nascimento Rodrigues, recebeu 80 queixas contra a morosidade da OA na instrução e condução destes processos."